Ainda não há comentários

Escolhidos para transformar!

João. 15: 16. Gn. 37. 1-11

            Quando observamos na bíblia as pessoas que foram escolhidas por Deus vemos que todos enfrentaram decepções, angustias, invejas, oposições, traições, foram vitimas do desprezo das incompreensões, da solidão dentro de suas próprias casas, mais mesmo assim eles não desistiram, pois eles bem sabiam que estavam ali para fazer a diferença.

            Quando alguém quer ser diferente, logo o mundo da contextualização tenta colocá-lo dentro da visão de igualdade, quando isto não acontece a tal pessoa é vista como metido, exaltada, bajulador de autoridade, levado de recados, santarrão etc. O mundo pós-moderno não aceita como nunca aceitou uma pessoa que faça diferença. O que fazer? Se igualar a eles para não ser perseguido? Aceitar o sistema deturpado e pecaminoso para ser visto como uma pessoa boa? Ou não combater para não ter que ser perseguido? Qual a nossa posição diante desta situação? Que explicação daremos aquele que nos escolheu para sermos agente de transformação? O mestre nos escolheu para transformar e não nos igualar, devemos anunciar às virtudes do nosso senhor para que o mundo veja o nosso proceder e se converta ao Senhor.

            (I Pedro 2:9) – Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;

            Creio que durante a leitura deste estudo poderemos refletir melhor sobre o nosso chamado e escolha, com certeza seremos achados pelo nosso Senhor como agente de transformação, se isto acontecer estaremos tirando o mundo do caus em que se encontra, e todos saberão que ainda existe pessoas diferente que foram escolhidos para transformar e não para se modelar ao sistema mundano. Rm. 12.1,2.

Trazendo para nós um exemplo de um agente de transformação. Gn. 37.1-11.

            Jose representa para nós cristãos do século XXI o mais belo exemplo de uma vida de santificação, o espírito santo fez registrar na Bíblia a historia deste jovem para servir de lição pra todos os cristãos na face da terra, mais principalmente para os jovens.

            Neste estudo veremos os passos na vida deste jovem tão admirado na historia da raça humana, e tiraremos de sua vida exemplos positivos para nossa vida.

  Jose teve uma experiência com Deus dentro de seu próprio lar.

            Quando nasceu seu pai tinha aproximadamente 91 anos de idade, Estava no meio de uma família de 11 irmãos, percebia os erros de seus irmãos e não era conivente. Ele percebia como seus irmãos causavam tristeza e angustias para seu pai, Seus irmãos Simeão e Levi eram muito violentos. Gn. 34. Mas nunca se adequou aquela situação.

Jose experimentou bem cedo um despertamento Espiritual.

            Ele percebeu que o encontro que seu pai teve com Deus lhe mudou o caráter, Viu que no lugar da ira de seu pai e seu tio nasceu reconciliação abraços e lagrimas e perdão, José ouviu o comando de seu pai para tirar os deuses estranhos do meio deles. José percebeu que para subir a Betel para sacrificar ao Deus verdadeiro, deveria estar com o coração limpo diante Dele. Gn. 35. 1-3. Sua experiência espiritual lhe resultou na presença de Deus em sua vida. Gn. 39. 2.  A presença de Deus em uma vida é o grande sinal de sua conversão. At.3.19.

 A manifestação do Espírito Santo na vida de José.

            José tinha uma vida de intima comunhão com seu Deus, Deus se manifestava a ele através de revelação e sonhos proféticos, o que ia acontecer no seu futuro. Gn. 37. 5-11. Essa manifestação esta em acordo com Joel. 2.28 para os que estão cheios do Espírito santo, quando esta manifestação acontece às pessoas passam a reconhecer que os que são de Deus são diferentes e passa a reptá-lo como realmente ele é. Gn. 41. 38.

 O agente de transformação enfrentando tribulações.

            Embora escolhido para transformar José enfrentou situações terríveis, Ele foi alvo do ódio de seus próprios irmãos.  Gn. 37. 4. O carnal não suporta ver uma vida espiritual de comunhão com Deus e sempre vai procurar atrapalhar de alguma forma, ele não suporta ver a intimidade que há entre o espiritual e o seu Deus e seus lideres. Os sonhos as revelações de quem tem comunhão com Deus incomode quem não tem. Gn. 37. 5. A lutar que José enfrentou todos os agentes de transformação enfrenta, ela representa a luta das trevas com a luz. I Jo. 3. 12. Esta luta nunca parou, ela vai sempre continuar ate a vinda de Jesus. Gl. 4. 29. Jo. 16.33.

 A vitória para o agente de transformação vem por dois canais.

  1. a) Obediência: José nunca disse não a um comando de seu pai. Muitas vezes o caminho a percorrer é distante e perigoso, mas O segredo para alcançar os resultados positivos é sempre dizer: Eis-me aqui. Gn. 37. 13.

  A obediência precisa ser vista em quatro aspectos:

– Aos pais. Cl. 3. 20.
– As autoridades. Cl. 3.22.
– Aos nossos pastores. Hb. 13. 17.
– A Deus o nosso Senhor supremo. Dt. 28. 1,2.

            b)A humildade: Sempre precisamos de alguém que nos oriente, pois muitas vezes estamos errantes. Gn 37. 15-17.  Sempre é bom quando temos alguém que nos orienta, Esse pequeno detalhe é muito importante para o sucesso, muitos em nossos dias não prosperam porque não aceitam conselhos, se acham auto-suficientes. Pessoas que se fartam dos seus próprios conselhos. Pv. 1. 30,31. José descobriu esse segredo e sempre procurou se aconselhar, o conselho é muito importante para quem tem o coração humilde. Pv. 15. 22; 11. 14; 24. 6; 8. 14. Que Deus nos abençoe que possamos tomar o exemplo de nosso irmão Jose, e seremos muito abençoados num meio de uma geração pecadora.

Pr. Jairo da Silva Oliveira

Deixe um comentário